Eu tô falando sobre o estupro no BBB há, o quê, quatro dias? Aqui, no facebook, no twitter, na lista das bf’s, no trabalho, em casa, nas lojas… Olha, feminismo não é mariola.

Acho que eu meio que já disse o que eu tinha pra dizer. Claro que não vou me furtar se alguém chegar pra debater, mas cansei um pouco dessa batalha em questão, porque eu acho que a gente ganhou o que era pra ganhar. Agora é com ela né. A gente não pode querer tirar a autonomia dela pelo ideal. Até porque o ideal é justamente que ela tenha autonomia, assim como tod@s nós. – Que os anjos digam amém -.

A outra parte da minha cognição tá quase toda concentrada no aniversário de M Pontinho. Trabalheira braba. Fazer festa de criança também não é mariola, se você querem saber bem a verdade. Detalhes como o enfeite que vai na ponta da colherzinha com o qual vai se comer o brigadeiro mole. M Pontinho tem pavor de bolas de soprar e o painel do bolo será todo feito com elas. Mão de santo que cura fobia de bebê em dois meses, tem?

Tenho festa à fantasia mês que vem e já estou em polvorosa. Sou a rainha das fantasias de baixo orçamento, não posso decepcionar os fãs a essa altura do campeonato. Quero tombar todo mundo (de novo) porque sou dessas. Nas últimas fui: Andrea Caracortada, Garota do Fantástico e Madonna Like a Virgin. Se gastei 30 reais com cada, duvido muito. E sucesso é palavra pouca para descrever o que foi. Sou a rainha das fantasias de baixo orçamento, já disse isso?

Ontem, saímos sozinhos depois de um bocado de tempo \o/. Margarita e morangos com champagne depois. Felicidade deve ser isso né. Por falar nisso, que bom que vocês me lembraram: preciso fazer 30 micro-estrelas azuis. Estou minuciosa, as que dei para B Pontinho têm apenas 0,5 centímetro cada. Lindinhas.

Anúncios