Ando desejando uma plástica. E não paro de pensar em que mundo louco é esse que a gente vive que está me fazendo desejar uma plástica só porque os meus peitos caíram depois que eu parei de amamentar. Porque né, acontece com todo mundo, gente. É só um peito caído, não é o apocalipse.

Sem contar que eu não sou feminista, meu Deus? Eu vivo falando por aí sobre como as pessoas deveriam se curtir acima de qualquer outra coisa, e como o padrão de beleza é cruel e irreal, e que a gente deveria conseguir conviver com nossos corpos sem nos impor um sofrimento absurdo pra chegar a um patamar inatingível. E aí eu faço o quê? Sucumbo ao sistema e jogo tudo que eu acredito na lata do lixo em troca de um peitinho siliconado de panicat? Vale a pena gastar os tubos, tomar anestesia, morrer de dor nas semanas seguintes, passar dias estatelada em cima de uma cama só pra quê? Pra não precisar de sutien? Porque bem, todos os outros setores relacionados a peitos vão muito bem, obrigado.

E se eu sei disso tudo, porque eu não consigo parar de olhar pros meus seios desnudos e ficar… triste. Porque quando eu ouço que eles são lindos, eu não acredito, quase rio de incredulidade?

Eu até entendo que para muitas pessoas a auto-estima está intimamente relacionada com pertencer ao tal padrão de beleza. Acho triste tantas pessoas tão condicionadas para pensar assim, mas qualquer uma delas pode me apontar o dedo e dizer que eu acho isso porque nunca estive muito longe do padrão. E eu sequer tenho como rebater, porque não sei mesmo o que é ser estigmatizada, humilhada pela minha aparência. Posso supor, mas sendo branca, com cabelos lisos, estatura mediana, peso mediano, sem nenhuma parte do corpo nem pequena nem grande demais, eu realmente não sei. Não sou nenhuma deusa da beleza, mas seria injusto com quem realmente sofre bullying estético, mentir que eu já sofri algum dia. Ou pelo menos até agora né, porque se alguém aparecer e bem na vibe sexta série me chamar de “teta caída”, sabe-se lá como vou lidar.

Alguém me dá um tapa na cara?

Kate diva nem liga, ó

Anúncios