Não tinha visto que o trailer de Lula, o filho do Brasil já estava rolando. Me emocionei, me arrepiei, quase chorei porque eu amo o Lula. E lembro muito bem de quando eu era uma adolescente que achava que era bem informada vendo Globo e lendo Veja e eu não o amava. E digo isso sem qualquer constrangimento, porque amá-lo hoje é uma prova de que eu evoluí como ser pensante… É uma pena que vai ser impossível ver o filme na estréia. Mas assim que der, quero garantir meu ingresso para a primeira semana. Começar 2010 com o pé direito.

Anúncios