Como eu já esperava, o pessoal do Moquecada não aceitou meu comentário. Simplesmente fizeram um guest post, que, em resumo, diz para eu me foder e defende que o blog é deles e eles dão a opinião que quiserem porque tem macaco lendo e batendo palma. E eles têm toda a razão. Eles, Diogo Mainardi e Reinaldo Azevedo. Eu e Lola que estamos erradas em acreditar que as relações democráticas são inerentes à blogosfera. Tipo:  permitir comentários, responder críticas, dar links (não linkaram meu blog, buáááá), coisas do tipo. (Longe de mim me colocar no mesmo nível da Lola, mas acho que ela é um dos melhores exemplos de boas relações na blogosfera, mesmo em situações mais difíceis)

E não argumentaram contra nada do que eu disse. E, acho importante lembrar: eu fiz críticas ao conteúdo divulgado no blog, à falta de apuração deles. Não disse xixi, cocô, ou chamei de bobão. Se eles acham mesmo que a Dilma é tal coisa e que a Globo faz tal coisa, basta defender isso com argumentos racionais, oras. Acho muito digno não gostar de alguém, mais do que isso: acho um direito. Assim como é meu direito dizer que não concordo. Apontar vazios no discurso deles. Inclusive no blog deles, já que eles tem um pra isso, não? COMPARTILHAR o que pensam. Se a intenção é simplesmente dizer e quem quiser aplaudir que aplauda, preciso dizer que isso está mais pra mídia de massa do que para blog, então, recomendo que mudem de mídia. Pensar assim é ser despeitadinha? Bom, então é isso que eu sou. 

Sem contar que tudo o que eu disse foi enquadrado na categoria: defensora maníaca da Dilma Roussef. Sorry Dilma, i’m not. Sequer sou petista, na verdade. Apenas de esquerda, com certeza. E feminista também, com toda certeza. E questionadora também. E atenta ao uso de detemrinados termos. Quando vocês, por exemplo, dizem que Dilma é hipócrita, gostaria de entender o porquê da escolha desse termo, por exemplo. E me parece que vocês fazem coisa semelhante a quando alguém usa o temo psicopata para classificar qualquer pessoa com qualquer desvio comportamental ou psiquiátrico. E isso não é exatamente exato.

Enfim, muito questionamento. Mas, me esqueci que vocês não gostam disso. 

 

Anúncios