Acabei de ser acordada por mosquitos. Isso mesmo. Mosquitos. Coisas que me deixam de péssimo humor: ser acordada e mosquitos. Porque ambas limitam a minha capacidade. Quando acordada intempestivamente eu costumo não encontrar as palavras que quero dizer, não encontrar as coisas que quero usar e erra a digitação das coisas que quero escerver. Tô quase quebrando a porra desse teclado, porque todas as palavras insistem em ter letras trocadas e que caralho de sacrifício é esse para fazer as palavras iniciais teram letras maiusculas. Precisa mesmo fazer com que eu escreva três vezes até o troço sair certo? Ah sim, ser chamada de gata em plena meia-noite e dez de um domingo também tira meu ânimo. Assim como entrar no msn para continuar a conversa com uma pessoa e ela não estar mais online. Eu não queria as sete horas de ontem, só mesmo ter dado boa-noite, até amanhã. Buceta de um caralho de um cu cabeludo de internet de domingo, que simplesmente cai sem se importar com os sentimentos da gente. Vida  líquida mode on. Peder a carona pra Vitória e a previsão de gasto de mais doze reais, também não melhora meu sono. Trabalhei uma madrugada inteira pra ver tudo esvair-se em padaria, cachorro quente e passagem de ônibus. A cerveja do churrasco paguei com os dez contos que mamãe esqueceu na minha bolsa. Mamãe não paga coisas para mim há tanto tempo, que não acho injusto ela gastar dez reais para me deixar um pouco mais feliz. Ô vida…. Justo hoje que eu comprei aquela saída de praia lin-da naquela lojinha simpática de praia. Justo hoje, quando eu consegui plantar a sementinha na cabeça de uma pessoa, que um dia (aleluia Senhor!) a fará ver que não há sentido em fazer juízo de valor de culturas diferentes. Justo hoje que eu encontrei alguém para fazer o biquini do jeito que eu quero por quarenta reais. Justo hoje que é véspera de amanhã. E amanhã, ai, amanhã. Pelo menos, postar melhora meu humor. Assim como pensar em amanhã. Obrigada mundo. Tomar banho irei e a dormir voltarei. Até amanhã.

Anúncios