Esses últimos dias foram de reencontrar velhos amigos. Fui lanchar com Arlon na sexta. Conversamos leviandades como sempre, ele me mostrou as últimas parafernálias que colocou em seus super celular, como sempre e eu me senti orgulhosa por conseguir fazer a analogia perfeita entre ele e o Charlie de Two and a half Man, fazendo assim com que ele entendesse que ter medo de se comprometer não vai levá-lo a lugar algum.

E o Italo deixou um comentário no blog hoje. Queridíssimo amigo da época da adolescência, que fazia tempo que eu não tinha contato. Foi contido, mas me deixou muito feliz.

Anúncios