Hoje no ônibus eu estava tão absorta que só percebi que a minha vizinha estava a dois bancos de mim, depois de ter pego o ônibus no mesmo ponto que eu, quando cheguei ao meu destino. Estou começando a achar que não sou uma pessoa normal, o que quer que isso queira dizer. Quantas vezes por exemplo, eu já disse nesse blog que estou em crise? Só para variar, estou em crise de novo e em dois departamentos, o que é pior. Uma vontade louca de jogar tudo pro alto, de mudar totalmente de rumo, por causa de n coisas que me desagradaram profundamente. Passei uma semana praticamente sozinha com uma pessoa, e ela esperou que estivéssemos em público para me chamar a atenção. Achei desnecessário. Eu tenho sim um foco na vida, e realmente sofro, porque sei que não estou dando a esse foco a devida atenção. Talvez porque as minhas atividades recentes têm estraçalhado a minha subjetividade. Vejo pessoas fazendo coisas que eu adoraria estar fazendo e me sinto amarrada. Vontade louca de cortar todos os laços e simplesmente recomeçar. Só que o novo tem um problema sério: a gente não sabe o que vem depois. E eu preciso saber.

Como tudo para mim é metáforico, ontem, por exemplo, estava eu e mais dois na Lama, rindo absurdamente como sempre fazemos quando vamos à Lama, quando em um momento, com a boca cheia de cerveja, eu só não consegui engolir, como também vomitei parte do que tinha bebido anteriormente. Era líquido, parecia que eu estava só cuspindo a cerveja que estava na minha boca, mas não, eu vomitei, isso mesmo, querido leitor, em um bar. E eu não estava bêbada ou passando mal, simplesmente comecei a rir enquanto tentava engolir a cerveja. Existe coisa mais menos sexy e bizarra que isso.? Você por exemplo já passou por essa situação? Por sorte, poucas pessoas notaram que alguma coisa foi da minha boca ao chão, e entre a loucura de sair correndo ou a possiblidade de eu fingir que nada tinha acontecido, eu optei por ir rapidamente ao banheiro, voltar linda e recomeçar a beber por mais uma hora. Queria fazer isso com a minha vida. Vomitar tudo que me faz mal, entre risadas, e depois voltar linda, para recomeçar a ingerir coisas que gosto. É possível isso?

My Teacher

Anúncios