Há alguns meses atrás eu já tinha espalhado essa notícia para as minhas listas de e-mail e, felizmente, parece que agora alguém resolveu fazer alguma coisa a respeito, e eu não posso deixar de endossar a iniciativa.

 O digníssimo Marcelo Crivella, senador, candidato à prefeitura do Rio de Janeiro e um dos líderes da igreja universal, é autor de uma lei que está para ser aprovada no senado, que pretende estender a Lei Rouanet, que permite às empresas investirem parte do seu imposto de renda em projetos culturais, a templos religiosos. Como se as denominações religiosas precisassem de incentivo financeiro de empresas para se espalharem mais por aí, e como se construção de mais uma igreja fosse contribuir para  a disseminação da cultura entre a população.

Qualquer pessoa com algum bom-senso sabe que isso é um absurdo. Eu tenho tanta indiganação para externar sobre isso que até dá preguiça, portanto, eu deixo com vocês um abaixo-assinado que está rolando na net  que pretende barrar esse projeto. Você pode ler sobre e assinar aqui. É só escrever seu nome, e-mail e deixar algum comentário, que pode ser um simples “Não!”. Entendida de trâmites políticos com sou, eu não tenho a menor idéia da validade disso ou se pode dar certo. Mas pelo sim, pelo não, resolvi assinar, afinal de contas é a forma mais próxima que eu tenho de transformar a indignação em ação.

Anúncios