Ah! O tempo…
Doce ilusão de quem fica
Triste fim de quem vai.
O tempo não passa, nem esquece
Será que o tempo acontece de verdade?
Espirais, teias de aranha…
Coisa louca não é?
Reta, sim é que não é!

Esses dias pensava a realidade
E quedei inquieta (odeio tais pensamentos!)
Diante da indecisão cabal
De não me reconhecer dentro do tempo
Afinal de contas eu existo ou sou apenas imaginaçao da sua cabeça?
Não sei porque isso me parece um tanto demais dialético

Afasto essa coisa insana
De pensar em coisas que não compreendo
Alguém me disse que homem teórico não é natural
E pronto! Essa é minha verdade absoluta
(haha, te peguei! Verdades absolutas não existem!)
Deixei de pensar…

Anúncios