– O Brilhante Dália Negra, novo filme de Brian de Palma, baseado no livro honônimo, considerado uma obra-prima da superviolência. O filme, extremamente noir, foi escolhido para abrir os Festivais de Veneza e do Rio de Janeiro e conta a história de dois investigdores que tentam desvendar o assassinato brutal de uma aspirante a atriz. Estrelada por Scarlett Johansson e Josh Hartner, a trama vem dividindo os críticos. Alguns o aclamam e consideram Dália Negra um dos melhores filmes de 2006 e outros se mostram extremamente decepcionados, chamando as atuações das estrelas principais de “desastrosas”, as de De Palma, pouco “criativas” e cunhando Dália Negra como o “pior Brian de Palma de todos os tempos”. Uma curiosidade do filme é a aparição da voz de Brian de Palma, nos filmes fictícios feitos pela atriz morta, assistidos pelos investigadores.
– E o brasileiro Muito gelo e dois dedos d’água, do diretor Daniel Filho, que já é dono da terceira maior bilheteria no Brasil esse ano com a comédia Se eu Fosse Você. O filme é um humor negro que conta a história de duas irmãs que decidem se vingar da avó por causa de maus tratos sofridos durante a infância. O maior bafafá da trama é a cena em que Mariana Ximenes, uma das maiores mocinhas dos folhetins aparece fumando maconha.
Em cartaz no Kinoplex Praia da Costa e Cine Ritz Norte-Sul.
Anúncios